domingo, 9 de janeiro de 2011

Italiani: Rigoleto de Martino,o músico de Uberaba

O nome do italiano, Rigoleto Martino tem lugar na história da cidade de Uberaba, Minas Gerais, com destaque no campo da música, sido o compositor do hino do Uberaba Sport Club, além de marchas, dobradose valsas. E o que relata Arquivo Publico de Uberaba. .

 "Filho de Antônio de Martino e Solamina De La Barba De Martino, nasceu em 29 de Junho de 1881, em Vila Arieli, na Itália. Descendente de família ligada à música, chegou ao Brasil em 1895 em companhia de sua mãe e dois irmãos. Vieram diretamente para Uberaba. Aqui já se encontrava o chefe da família sr. Antônio De Martino, que havia instalado uma indústria de pastíficio, na rua João Caetano, onde hoje existe o Hotel Modelo, sendo que mais tarde foi transferido para a rua Padre Zeferino.

Nesta cidade Rigoleto ingressou nas atividades industriais (pastífico) com seu pai e, posteriormente com uma bem montada destilaria. Na casa de Antônio de Martino, todos eram músicos. Ernani, era clarinetista e Giocondo Garibaldi, tocava piston. Rigoleto era compositor e tocava bombardino, e enquanto trabalhava na sua fábrica, estudava música. Foi aluno de música do professor Eloi Bernardes Ferreira.

Com o intuito de aperfeiçoar seus conhecimentos musicais adquiriu na Itália, através de amigos vários livros de harmonia e composição musical. Estudioso, dedicado e possuidor de fina sensibilidade artística, se tornou um grande musicista e inspirado compositor. Em 1910, Rigoleto De Martino fundou a "Corporação Musical Ítalo Brasileira", tornando-se seu maestro, regendo-a por cerca de 26 anos e compondo inúmeras peçasmusicais que foram por ela executadas.

Rigoleto exercitou-se tanto em música que adaptou para sua banda , às mais célebres óperas da época. Compôs de tudo. Desde música para aniversariantes, até obras mais complexas. Chegou mesmo a compor, uma missa completa. Foi o Hino do Uberaba Sport Club que o consagrou definitivamente e o perpetuou na memória do povo.

Para Rigoleto tudo era pretexto para compor: o aniversário de um parente, a morte de um irmão, a visita de um amigo, um jogador de futebol, uma visita a uma cidade, os familiares etc. Entre suas inúmeras obras musicais compôs: Marchas, valsas, dobrados, Hinos, Músicas para teatro, Habaneras, Xote, Polcas, Canções Sertanejas, Tango , Foxtrote, Mazurca, Tanguinho, Galope, Passo doble, Fantasia, Gavotte. Rigoleto de Martino foi por muitos anos tesoureiro da Societá de Mutuo Socorso Fratellanza Italiana, de Uberaba. Casou-se com Maria Jesuína da Costa, em 1909 nesta cidade, com quem teve os seguintes filhos: Fausto De Martino, Yolanda De Martino, Ítalo De Martino, Hilda deMartino, Ézio De Martino.

Faleceu em Uberaba, no dia 4 de julho de 1937, recebendo inúmeras homenagens póstumas. As mais recentes foram prestadas pela Banda do 4º Batalhão, que entregou á família uma medalha comemorativa, e um trofeu de música popular, entregue pelo Colégio Estadual, em cerimônia no Cine Teatro São Luis".

Um comentário:

  1. Eduardo, fiquei emocionado com o seu blog, especialmente no que diz respeito à história dos Di Martino. Nasci em Uberaba em 1935. As duas filhas de Rigoletto, Hilda e Yolanda, foram minhas primeiras professoras, na Escola Municipal Alaor Prata. Do Ezio, que chamávamos de Dr. Ézio, grande Cardiologista, lembro-me apenas que passava sempre em frente à nossa casa na Rua JOão Pinheiro.
    Um grande abraço.
    Adelino

    ResponderExcluir